Recreação
Projeto Tapetes Mágicos na Rua Morais e Vale na Lapa (RJ) Publicado: 14 Abril 2022 | Última Atualização: 14 Abril 2022

O coletivo de moradores e artistas da Rua Morais e Vale apresenta Projeto Tapetes Mágicos. A tradição dos tapetes coloridos feitos de serragem na Rua Morais e Vale na Lapa

Montagem dia 16 de abril (sábado) e exposição 17 de abril (domingo) . Grátis !!!

Os tapetes representam a fé e o respeito da comunidade, que ornamenta as ruas para a passagem de Jesus Cristo ressuscitado. São os próprios moradores que fazem a decoração, em um trabalho de horas e horas que entra pela madrugada. É com espírito da resistência e do coletivo que os moradores e artistas da Rua Morais e Vale se juntam para celebrar a união pela cultura em um momento de desafios e retomadas das atividades no pós pandemia.
Mesmo sendo pequenina foi lar de gigantes da cultura carioca como Chiquinha Gonzaga, Manuel Bandeira e o emblemático Madame Satã. Apesar de ser uma pérola do corredor cultural e possuir um conjunto de casarios históricos do final do século XIX esteve marginalizada por algum tempo. Os apaixonados pela rua e artistas locais se uniram formando o Coletivo AMEBECO iniciando um processo de revitalização do local. O DNA deste pedacinho da cidade está profundamente ligado à cultura, à arte e a preservação do patrimônio arquitetônico dos casarões históricos.

Programação
dia 15/04 - sexta à tarde - Pré-montagem

dia 16/04 - sábado
9h às 16h - montagem tapetes
14h às 18h - expo casarões
19h às 20h - POP BLOCO
20h às 23h - Dj Lourenço do Charme da Gamboa

dia 17/04
9h às 16h - montagem tapetes
9h às 18h - expo tapetes e casarões
17h às 18h - show Ton Rodrigues
19 às 23h - Roda de Carimbó

*desmontagem às 23h material reciclável (coletivo Rua)

Mais sobre a Rua Morais e Vale
A Rua Morais e Vale é umas das primeiras vias públicas do Rio. Fundada em 1773, consolidou sua fama através de sua tradicional Folia de Reis, bem como pela festa anual do Divino. Berço da boemia carioca, coração da Lapa, onde Di Cavalcanti e Jayme Ovalle, em 1916, deram início à "Era Boêmia".
Mesmo sendo pequenina foi lar de gigantes da cultura carioca como Chiquinha Gonzaga, Manuel Bandeira e o emblemático Madame Satã. Apesar de ser uma pérola do corredor cultural e possuir um conjunto de casarios históricos do final do século XIX esteve marginalizada por algum tempo.
Com os incentivos do IRPH e o programa PRO-APAC da prefeitura do Rio, os apaixonados pela rua e artistas locais se uniram formando o Coletivo AMEBECO iniciando um processo de revitalização do local. O DNA deste pedacinho da cidade está profundamente ligado à cultura, à arte e a preservação do patrimônio arquitetônico dos casarões históricos.
Em 2016, Paulinho Branquinho reuniu um grupo de artistas e junto com os moradores promoveram a primeira exposição de portas abertas integrando arte com os casarões, muitos ainda sendo reformados. Além de grupos musicais e performances, foi sucesso total! Mais de 100 artistas visuais e incontáveis números musicais estiveram no Evento . Há ainda a Casa Othello que é um espaço para vários estilos musicais e o Beco do Rato casa importante de Samba raíz da cidade. Uma rua em ebulição constante ... até que veio a pandemia.
https://www.instagram.com/ruamoraisevale/

Serviço
Projeto Tapetes Mágicos (A tradição dos tapetes coloridos feitos de serragem)
Grátis !
dia 16 e 17 de abril, das 9h às 23h
Rua Morais e Vale
Lapa
Rio de Janeiro