Palavra de especialista
Criança e Consumo incentiva a Feiras de Trocas de Brinquedos no Brasil no mês das crianças Publicado: 07 Outubro 2018 | Última Atualização: 16 Outubro 2018

Ação contribui para que os pequenos deem um novo significado aos seus brinquedos usados e incentiva reflexões sobre hábitos de consumo.

No Dia das Crianças, tradicionalmente, os pequenos são presenteados com brinquedos novos, mas a data pode ser mais divertida e ir além dessa prática. Que tal reunir as crianças e sugerir que elas troquem brinquedos entre si? Essa é a proposta da "Feira de Trocas de Brinquedos", iniciativa do programa Criança e Consumo, do Instituto Alana. Durante todo o ano, o programa incentiva que mães, pais, educadores, vizinhos, organizações, entre outros grupos, se mobilizem para realizar feiras de trocas de brinquedos e reflitam sobre os impactos do consumismo na infância. Pode ser em escolas, parques, no quintal de casa, ou quaisquer outros espaços públicos, acolhedores e com natureza.

Além de uma alternativa sustentável e gratuita de lazer, a Feira de Trocas de Brinquedos promove a colaboração e a socialização entre as crianças. Com brinquedos usados e muita criatividade, os pequenos se reúnem e descobrem novos significados para esses itens, por meio de uma atividade livre. Desde 2012, o Criança e Consumo já promoveu mais de 25 "Feiras" e estima a organização de mais de 400 edições pelo Brasil. Para saber como organizar a sua Feira de Trocas de Brinquedos ou comunicar a realização da atividade em sua cidade, o Criança e Consumo disponibiliza em seu site informações e materiais de apoio. Na agenda é possível consultar as edições da brincadeira já programadas por todo o Brasil.

"A proposta da Feira de Trocas é que trocar pode ser muito mais divertido do que comprar. A ideia é proporcionar às crianças um excelente momento de encontros e brincadeiras que não envolva o consumo de novos produtos. Fazemos um convite para que todos participem deste movimento, organizando a sua própria Feira, com o apoio dos materiais que disponibilizamos em nosso site. considera Ekaterine Karageorgiadis, coordenadora do Criança e Consumo.

Sobre o Criança e Consumo
Criado em 2006, o programa Criança e Consumo, do Alana, atua para divulgar e debater ideias sobre as questões relacionadas à publicidade dirigida às crianças, assim como apontar caminhos para minimizar e prevenir os malefícios decorrentes da comunicação mercadológica.

Sobre o Instituto Alana
O Instituto Alana é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, que aposta em programas que buscam a garantia de condições para a vivência plena da infância. Criado em 1994, é mantido pelos rendimentos de um fundo patrimonial desde 2013. Tem como missão "honrar a criança".