Palavra de especialista
Como posso destravar a comunicação dos meus filhos? Publicado: 03 Março 2021 | Última Atualização: 25 Fevereiro 2021

Pergunta de inúmeras mães que a fonoaudióloga Juliana Trentini, do Canal Fala Fono, recebe diariamente. "O segredo da fala está no diálogo" - destaca a fono

A resposta, de maneira geral, está no diálogo diário e natural e não em fórmulas de repetição ou de esforço para que eles respondam perguntas e digam o que querem para conseguir. "A fala se constrói a dois. Muito mais importante do que o que os pais dizem ou deixam de dizer, e? como escutam, ou seja, como reagem ao que os filhos comunicam e como os incluem na conversa”, explica a fonoaudióloga.

Ela sugere 6 formas de abrir o diálogo com os pequenos:

1. Facilite - trabalhe com as crianças palavras de fácil pronúncia no início. Sílabas repetidas e sons mais fáceis como M, T, P e N. Onomatopeias como sons de animais também são sucesso na primeira fase;

2. Transforme em algo divertido - poucas coisas motivam tanto a criança quanto a diversão. Além de motivar, a brincadeira mobiliza a criança e a tira da inércia. Ela fica mais ousada e solta, e isto pode favorecer muito a fala;

3. Que seja significativo - o tempo junto, quanto carregado de afetividade e conexão, gera presença por parte do adulto e da criança. Quanto mais significativo for o estímulo, maior a chance de gerar aprendizado e novas habilidades;

4. A linguagem é uma ferramenta poderosa - cada gesto, expressão facial e palavra traz consigo sentimentos e funciona para comunicar algo ao outro. Esforce-se para interpretar o seu bebê e para mostrar-lhe o poder da linguagem. Dizer "água" é bom, mas dizer "suco de limão com gelo no copo da Elsa" é um super poder;

5. Que seja útil - mostre para a criança a utilidade das expressões sociais. Mande um beijo, dê tchau, "toca aqui". A comunicação é muito útil;

6. Faça junto - a fala serve para função comunicativa. Falar por falar até papagaio fala. As telas não têm o poder de se comunicar com o bebê. Por isso, uma criança criada pelo rádio ou TV apresentaria déficits. A comunicação se dá exclusivamente na interação. Interaja muito. “A linguagem é a linha com a qual você tece um relacionamento com o seu filho. Você quer tecer um belo bordado ou um trapinho?", conclui Juliana.