Palavra de especialista
Coronavírus: devemos nos preocupar? Publicado: 04 Fevereiro 2020 | Última Atualização: 04 Fevereiro 2020

Bom, os tão falados coronavírus são velhos conhecidos da ciência. Esse termo compreende um grupo de vírus e não somente um.

Porém, em dezembro de 2019 na cidade de Wuhan na China, foi descoberto um novo tipo de coronavírus, denominado de 2019-nCoV.

O 2019-nCoV se espalhou de forma rápida, pois, assim como outros vírus desse grupo, tem a forma de transmissão pessoa a pessoa através do ar. Gotículas infectadas podem ser inoculadas através da respiração e assim a pessoa é infectada.
Agora você deve estar se perguntando: “quais são os sintomas desse novo tipo de vírus?” Pode variar desde casos assintomáticos, casos de infecções de vias aéreas superiores semelhante ao resfriado, até casos graves com pneumonia e insuficiência respiratória aguda, com dificuldade respiratória. Você pensou “Como posso me prevenir da infecção?”

Essas são as dicas:
Evitar contato próximo com pessoas com infecções respiratórias agudas;
Lavar frequentemente as mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente e antes de se alimentar;
Usar lenço descartável para higiene nasal;
Cobrir nariz e boca ao espirrar ou tossir;
Evitar tocar nas mucosas dos olhos;
Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
Manter os ambientes bem ventilados;
Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

Ainda não possuímos vacina contra esse vírus, e nem tratamento específico, tratamos somente os sintomas dos pacientes. Até o presente momento não temos nenhum caso confirmado no Brasil.

Fonte: Raphael Rangel
Biomédico - Coordenador do Curso de Biomedicina do IBMR
Especialista em Hematologia e Estética
Mestre em ciências biomédicas - atuando com pesquisa clínica
Delegado do Conselho Regional de Biomedicina - RJ


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0